17.6.14

84ª Feira do Livro de Lisboa

84 Feira do Livro de Lisboa

Desta vez fui à Feira do Livro muito bem acompanhada. Dia de calor extremo e pavoroso, ignorei as pelusidades sovacais para usar um vestidinho de cava (todo vintage, todo 70s, tava tã linda). Só não tomei atenção aos pés, pois os sapatos que ficavam melhor também são dos que dão menos jeito para andar.

Bem, a Feira... Em tudo igual à do ano passado, pareceu-me que desta vez havia mais sítios para sentar, mais comida para comer, mais bebida para beber e mais coisas para as crianças brincarem. Parámos na esplanada da Sagres, onde experimentei aquela coisa "Radler". Uma cerveja de limão. Não imaginam o bem que me soube! Andei o fim de semana todo a limonada e aquilo sabe a limonada! É mesmo bom, podia embebedar-me com aquilo tantas vezes quanto me pedirem!

Parte horrífica é que o jardim do Parque (Eduardo VII) se encontrava ocupado por um ecrã gigante a passar o maldito futebol, nem num sítio cheio de livros me livro de aturar matraquilhos, chiça penico.

Contas feitas, desta vez gastei muito pouco dinheiro. Menos de 25€... Havia muitos, muitos livros fora do eixo Leya-Porto Editora a preços muito, muito simpáticos. Este foi o resultado:

  • O Estrangeiro (Albert Camus)
  • Antologia Poética de Antero de Quental (era só um euro pah)
  • Peito Grande, Ancas Largas (Mo Yan) (livro que queria ler há imenso tempo e que nunca tinha visto)
  • Tron (Steven Lisberger e Brian Daley)
  • Senhora Oráculo (Margaret Atwood)

Sem comentários:

Enviar um comentário