19.6.14

Inverno de Sombras

Inverno de Sombras
L. C. Lavado
2013
Romance Fantástico

Livro que recebi no BookCrossing e que não estava à espera que fosse tão grande. Quinhentas e Noventa páginas que rapidamente se tornaram numa tortura.

Desde já vamos admitir: a ideia está muito gira. A fantasia, bruxos e feiticeiros, está muito bem montada e as plíticas e intrigas dentro deste universo são muito interessantes. O mesmo se passa com a descrição destas criaturas mágicas. Podia ser um bom anime, este livro. Os personagens são, ao início, muito únicos e as relações entre elas são vívidas e quentes. No entanto... O que poderá ter falhado?

Se a história é interessante, há neste livro um problema grave: o ritmo. A narrativa é, simplesmente, demasiado longa... E move-se a ritmo de pastilha elástica, como uma telenovela da TVI. Os personagens têm a sua vida normal, acontece algo; voltam à vida normal, acontece algo; voltam à vida normal, acontece algo. Estes momentos de "vida normal" são úteis para conhecermos mais sobre os personagens e sobre as suas relações, mas podiam ser resumidos e condensados sem se perder informação.

Depois, ao longo do livro, os personagens têm atitudes que não se conjugam com o que nos foi apresentado anteriormente acerca deles. Por exemplo, Isadora - a personagem principal - é apresentada como uma pessoa tímida e fechada sobre si mesma. No entanto, não tem problema nenhum em agir de forma extrovertida e por vezes violenta e sarcástica quando isso possa trazer graça ao diálogo. Para mim, o exemplo mais flagrante é Danton, o Príncipe da Bruxaria. Ora, o homem anda por ali cheio de frieza e de estilo e depois materializa o seu IPod para ouvir Linkin Park? O gosto musical desta pessoa é absolutamente anti-climático (se bem que hilariante)

Se ao início gostei bastante do livro, do ambiente, da magia... Rapidamente se tornou muito cansativo. A partir do meio, só desejava que acabasse. Foi uma luta constante mas... "Quem já leu 400 páginas lê mais 200!"

Nota: o pior de tudo é que dentro do livro vinha um bloquinho artesanal para escrevermos a nossa opinião do livro. Até agora, parece-me que fui a única pessoa que encontrou defeitos... Tentei não escrever isso, escrevi apenas "tinha coisas que..." e "morri quando o Danton se pôs a ouvir Linkin Park". Mas pus o link do blog e agora espero sinceramente que a autora não venha ver.... ;_;

Sem comentários:

Enviar um comentário