29.9.13

Shingeki no Kyojin

Shingeki no Kyojin
Araki Tetsurou - Production I.G.
Anime - 25 Episódios
2013
6 em 10

Aconteceu há muito tempo. Era Maio, Maio de 2013. Estávamos nos fórums, nos fórums de anime, Portugueses, estrangeiros. E diziam. Diziam coisas sobre este anime. Diziam "o melhor da season". "Não há nada assim tão bom hoje em dia". Agora... Agora estamos em Setembro. E o que digo eu? Que isso é mentira.

Então vamos ver. Este anime tinha tudo, efectivamente, para ser o melhor da season. A história é simplesmente fascinante: o mundo foi invadido por titãs, criaturas enormes que se parecem com humanos. E que os comem. Por isso, a humanidade resguardou-se atrás de três muralhas. Seguimos o caminho de três personagens muito interessantes, Erin, Mikasa e Armin, na sua luta contra os titãs. Ora, isto ao início é extremamente interessante. Conseguimos ver as emoções dos personagens e sentir realmente alguma coisa com as suas atitudes.

No entanto, alguma coisa muda a partir do momento em que o Eren (spoiler). A partir do momento em que o Eren (spoiler) entramos numa onda bastante diferente da inicial. Que é a onda dos discursos longos e épicos. A onda das explicações longas e épicas. A onda de pessoas a falar de assuntos que simplesmente não interessam porque poderiam ser abordados de uma forma completamente diferente: com menos conversa e mais demonstração. É sempre mais fácil ver do que ouvir, daí que as aulas de faculdade hoje em dia tenham vídeos demonstrativos. Mas isso não tem relação. O que tem relação é que este anime, que tinha as ideias no sítio, começou a tentar ser... Bem, eu não gosto desta palavra, apesar de já a ter usado vezes demais. Ser "épico". E talvez o visionante menos avisado acredite que isto é "épico". Para mim, que estou bem avisada, é apenas chato.

Esta palavra que gosto de evitar está presente tanto na música como na animação. A música, caracterizo-a como "sou um shounen, olhem para mim! =D". A animação... Inconsistente. Tanto temos cenas que parecem saídas de uma visual novel, pessoas paradas só com as bocas a mexerem-se (ou a famosa perseguição interminável, em que descobrimos que o Maneuver Gear dá a capacidade de voar), como temos cenas fascinantes com excelente uso de perspectivas e lutas bem coreografadas e originais.

E, assim, termina o anime que não foi o melhor da season. Mas não se preocupem que vai haver mais de certeza. Talvez nessa altura se possa candidatar outra vez ao lugar.

Sem comentários:

Enviar um comentário