10.7.12

European Cosplay Gathering

European Cosplay Gathering
Comentários (às performances)

Ora o ECG, European Cosplay Gathering, também conhecido por Electrocardiograma, é um equivalente ao Euro de Futebol. Mas em cosplay. Cada país europeu manda um representante para o Solo e dois ou três para o Grupo, fazem fatos, fazem apresentações e um juri atribui três classificações para cada categoria. Isto passa-se na Japan Expo em França e a viagem é logo um prémio para os representantes de cada país.

Ora, como houve aí umas línguas negras a mandarem vir comigo por eu mandar vir com toda a gente, decidi utilizar este espaço para, evidentemente, mandar vir com toda a gente. Seguem os vídeos das apresentações do ECG e os meus comentários aos skits baseados neles. Note-se que não vou comentar os fatos, porque de costuras percebo perto de nada (só o suficiente para parir umas coisitas mal-enjorcadas). E note-se também que não vi as apresentações ao vivo. Os meus comentários sofrem, assim, deste lapso: no vídeo as coisas são sempre diferentes.

Mas comecemos.

Primeiro vou anunciar os vencedores:

Solo
1º - Alemanha
2º - Suiça
3º - Itália

Grupo
1º - França
2º - Dinamarca
3º - Itália

 Dinamarca - Grupo
Trinity Blood
A actuação é bem intencionada, mas muitos gestos sem objectivo retiram intensidade ao momento. Além disso luta, ok. Conta uma história interessante, a rapariga de vermelho (matem-me, não sei o nome das personagens de Trinity Blood) está muito bem, as outras nem tanto. As vozes não são muito convincentes mas a música faz um bom efeito. Acho que posso dizer que merece o prémio.

Holanda - Grupo
Orochi Warriors
Leques são bonitos é certo, mas qual a relação com o resto? De início parecia que vinha dali algo interessante, mas depois é só uma dança. Nota para a própria: não fazer danças depois de por pessoas a pensar que as coisas que vão sair dali são giras, sobretudo quando são de Prodigy.

Portugal - Solo
Anima Tactics
Olá Leonor! =) A Leonor já me disse que não gosta muito de fazer apresentações e, apesar de se notar o esforço, também se nota este desencanto. Não conheço a série/jogo/isto, mas imagino que a música tenha sido escolhida a pensar nela. No entanto não se percebe bem o porquê do cantar tão "desesperado", o que poderia ser resolvido com um micro-acto introdutório (em mímica, por exemplo). As asas podiam ter um efeito mais interessante do que ser puxadas. A utilização do espaço também não foi muito sábia. No geral, necessita mais paixão

Reino Unido - Grupo
Odin Sphere
Achei a actuação muito fraca e muito vulgar. Gestos desnecessários e pouco seguros, apesar de ser fácil compreender a história (mais ou menos). Nota para a própria: mudar de fato é moda, devo experimentar fazê-lo (por acaso tenho uma ideia parecida para usar em breve, hoho! Não é mudar de fato mas envolve fazer outro fato)

Suiça - Solo
Tron Legacy
 Woohoo, breakdancing! Olha que bem! Original, apropriado, efeitos excelentes com as luzes do fato versus luzes do palco. Um pouco inconclusivo, mas claramente um dos meus preferidos pela originalidade e boa execução. Este merece o prémio.

Bélgica - Grupo
Granado Espada
Antes de mais... O que se está a passar aqui? Estão fracas, estão feridas, bem pelos vistos andaram a fazer alguma coisa que não querem que a gente saiba (as badalhocas, hah!) Achei que a actuação foi bastante boa, em termos de fraqueza e de ferimentos. Tenta contar uma história que, apesar de ser pouco clara para mim, deve ser bastante evidente para os conhecedores da série/jogo/esta coisa. Achei a parte final um pouco confusa e apressada, provavelmente derivado à dificuldade de fazer de pessoa sem saúde. Nota para a própria: quando fizer de pessoa sem saúde ou ferida, obter ferimentos e sofrimentos atempadamente de forma a poder estudar isto. Já fiz de coxa uma vez e andei semanas de bengala. Até hoje me sinto um pouco coxa.

Itália - Grupo
Cloth Road
O modelo de duelo e a música escolhida para o início estão bastante engraçados. Mas EU (eu) (eu...) acho que skits de luta são um aborrecimento para a alma. Sobretudo quando as pessoas em questão não sabem lutar. No entanto foi uma boa maneira de mostrar os fatos a toda a gente, com um desfile disfarçado. Recorrer a panos e fitas para a luta já não é original. Achei este terceiro prémio um desapontamento.

França - Solo
Fate Stay Night UC
Música bonita e original, objectos de palco interessantes e nada mais. Rodopiar com uma espada não equivale a skit de cosplay.

Dinamarca - Solo
Elfquest
Ok, dança do ventre. Original. Mas... Quem não dança melhor que a Ivanete (a mulher do meu pai, que - por pura coincidência - é professora de dança do ventre, de yoga e de danças brasileiras. E taróloga. E tem o record do Guiness de dançar 24 horas com um pandeiro, oh yeah), enfim, quem não dança melhor que a Ivanete devia evitar fazê-lo numa competição internacional. A Ivanete não dança muito bem, btw. Nota para a própria: mudar de roupa, mudar de roupa!

Portugal - Grupo
Clover
Olá Dark! =D Olá Kali! =D A queda parte-me o coração, mas - como já comentei pelo facebokas - a fuga é sempre para a frente. E sendo para a frente, continuemos! Um skit que poderia ter sido o mais belo do conjunto, bem concebido até para quem não faz ideia da história. No entanto o efeito visual, que tinha tanto potencial, está muito, muito, muito confuso. As asas são muito grandes e balançam muito para a frente e para trás, o que tapa o que está a acontecer, tapa as caras, as expressões, tapa os corpos, tapa tudo. No fundo ficou uma amálgama branca. Isto poderia ser resolvido com ensaios com espelho ou público amigo de olho esperto. Em comparação com os outros e esquecendo que eu sou uma desenxabida, creio que se não tivesse sido a queda talvez tivessem ficado com um dos prémios.

Suiça - Grupo
Valkyria Chronicles 2
Muitas palavras para muito pouca coisa. Gosto bastante da expressão facial do gajo (que deus queira que seja mesmo um gajo e não um crossplay marado!), percebe-se muito bem a história, mas sabe a pouco. Nota para a própria: objectos que são para ser desenrolados nunca se desenrolam em palco. Evitar.

Reino Unido - Solo
Final Fantasy VII
Sem dúvida o meu favorito. Simples, hilariante, efectivo. Transição de músicas um pouco hesitante. Mas sem dúvida o que gostei mais. Eu gosto de coisas parvas! :3 Nota para a própria: trabalhar na transição de músicas; fazer mais coisas parvas.


 Alemanha - Grupo
Card Captor Sakura
Dos grupos, o meu preferido. Muito engraçado, muito apropriado e muito eficiente. A coreografia da carta está muito engraçada, apesar da da Sakura não parecer muito segura. Nota para a própria: coisas que não querem ser desatadas não se desatam. Mudar de roupa é muita fixe!

Bélgica - Solo
Summer Wars
Movimentos iniciais promissores, mas andar pelo palco a apanhar coisas não equivale a skit de cosplay. Ponham-me alma nisto porra!

França - Grupo
Xenosaga
Ok. Vamos admitir que temos uma coreografia de luta bem pensada e bem feita. Os movimentos são na sua maior parte seguros e as paragens ao som da música dão oportunidade para boas fotografias e são uma maneira inteligente de prevenir erros. Mas eu não sou capaz de aceitar que um conceito tão cubicamente básico seja vencedor de um primeiro prémio a nível Europeu. Yaddayaddayaddafatosfatosfatos, o ECG é conhecido por dar um bocadinho de valor ao skit. E deixemos os comentários a fatos a quem lá esteve a vê-los ao pé e a quem sabe do que está a falar, que não sou eu. Hmph!

Alemanha - Solo
Fate Stay/Night
A minha primeira impressão foi "tanta coisa no palco". Mas, maravilhoso, todas as coisas são usadas! =D Não houve erro! =D Viva! =D Achei boa a disposição das coisas e o conceito é bastante bom, simples e muito efectivo. No entanto soube a pouco. Creio que está entre os três melhores mas não sei se será O melhor. No entanto, já que foi esse o prémio, merecido é.

Itália - Solo
Final Fantasy VII
Este é outro prémio que eu não entendo. Quando as coisas estão escuras não é difícil mudar de roupa. Ele não fez absolutamente nada em palco! Nota para a própria: Já sabes como é...

Espanha - Grupo
Odin Sphere
Este skit sofreu de uma coisa que PODE e DEVE ser previsível. São os chamados "erros técnicos". A cortina preta era demasiado estreita para esconder os fatos. O monstro estava mal equilibrado pela pressa ao vesti-lo. A história é coerente e as actuações não são más, mas o efeito pretendido perdeu-se totalmente graças a estes erros.

Espanha - Solo
World of Warcraft
Andar pelo palco a bater as asas de um morcego não constitui skit de cosplay.


E PERONTOS.

Foram estes os skits que encontrem até agora. Se me faltar algum e souberem onde anda por favor digam-me para eu o estrafegar também. No geral, gostei desta competição (em termos de skits). Achei a maioria dos prémios muito bem atribuídos e bastante justos, fora um ou outro caso pontual. Mas repare-se que aqui também contam os fatos, e com esses eu não conto (para ser sincera cada vez me convenço mais que desde que a apresentação seja divertida para mim a pessoa até pode estar vestida com um saco do Minipreço). Achei que as nossas meninas Portuguesas fizeram um bom trabalho e foram boas representantes do nosso país. Espero que, se lerem isto, levem as minhas críticas com paz e as usem para fazer coisas cada vez melhores. Já que não posso ir eu por falta de sacos do Minipreço, ao menos que chegue lá a minha acidez. Hihi.

Nota (para alguns): como veem, eu não preciso de me esconder para dizer estas coisas. Escondo-me para dizer outras, mas têm muito pouco a haver com a comunidade de cosplay. Quando têm, são mais desabafos. Porque me vai sempre deixar triste que olhem para mim de lado por beber uma Mini na Anipop.

Nota (para todos): Uma questão importante que se levanta é "qual é a tua competência para mandar estas postas de pescada ó animal?" Confesso que a minha competência não é muita. Apenas cerca de uma década a pisar palcos. Em termos de cosplay, gosto de fazer as coisas de maneira diferente. Para vós cosplay não é teatro. Para mim é. Para mim é uma personagem, é interpretar uma personagem de uma maneira que o anime não mostrou. É isso o que eu tento fazer em todas as minhas apresentações e performances (mesmo que não faça muito sentido, por vezes as coisas que fazem sentido na minha cabeça não fazem sentido na realidade...) Outra questão muito importante que se coloca é "se tens tanta propriedade para criticar os outros porque é que não te criticas a ti também?". A resposta é "bem, eu queria, mas não me deixam". Ando neste momento à caça dos meus vídeos para fazer um post hiper-mega-ri-épico a cortar-me a mim própria às postas. Depois de o escrever vou deixar-me a mim própria a chorar num canto! Faltam-me cerca de cinco vídeos, quem me quiser ajudar a localizá-los por favor avise.

Nota (para ninguém em especial): Tenciono voltar em breve à actividade de cosplay, com fatos novos e apresentações novas para fatos velhos (ainda não foi a última vez que viram a Belldandy!). Na lista de cosplays a terminar por enquanto estão a Meroko, a Manager dos Detroit Metal City, o Kuranosuke e a Maya Kitajima. Talvez arranje um trabalho horrível no entretempo, mas de momento o cosplay é a única maneira que eu tenho de falar com um público e de receber os seus sorrisos. Sou muito egoista, mas aguentem comigo só até amanhã. ^^

Para finalizar, fica aqui - para aprenderem - o que é o verdadeiro ECG:


 

Sem comentários:

Enviar um comentário