12.9.12

Souten Kouro

Souten Kouro
Luo Guanzhong - Madhouse Studios
Anime - 26 Episódios
2009
6 em 10

Este anime foi uma aventura: no site da aarinfantasy reuni-me com uma bacana, a suhi, para fazer subs de Switch. Então depois decidimos que poderíamos fazer subs de outros animes insubados. Ela sugeriu SK, porque tinha gajos montes de giros (...). Assim, juntei-me ao grupo Animanda para os ajudar com o QC das subs. Dois anos passaram e poucos episódios de SK a sair, puseram-me a fazer Night Raid. Um ano passou e nada a sair. Nada de nada. E entretanto eu descubro que alguém mais eficiente tinha pegado nisto e subado até ao final. E agora terminei, após um ano encalhada no episódio 11.

O anime baseia-se num manga que se baseia o Romance dos Três Reinos (Romance of the Three Kingdoms), escrito por Luo Guanzhong no século XIV sobre eventos passados no século III. É sobre um tal de Cao Cao (lê-se Sou Sou, graças a deus) que é um chanceler mas também quer dominar o mundo por razão tão obscura como "foram os céus que me disseram". Suponho que o livro, sendo chato como todos os livros dessa época têm por uso ser, seja bem melhor que o anime. Hei-de pedi-lo emprestado pelo BookCrossing para saber o que realmente se passou. Porque pela série é complicado.

A história é muito complexa, envolvendo muitos (muitos!) personagens com nomes bizarros. É difícil de acompanhar porque é muita gente, todos parecidos uns com os outros, mas essencialmente fala das conquistas bélicas e diplomáticas deste Cao Cao (que se lê Sou Sou). Apesar de ao início a história se desenvolver com calma, parece tornar-se num monstro semanal a partir do segundo terço. Também há uma certa mística que envolve uns dragões horrorosos, que até saem das testas das pessoas em momentos de grande prazer sexual. Dos personagens todos apenas Cao Cao (lendo-se Sou Sou) tem um desenvolvimento marcante. É um personagem bastante bom, que apesar de ter atitudes de todo o poderoso também tem alguns momentos de insegurança que revelam a sua humanidade, apesar de ter sido - aparentemente - escolhido pelos céus.

A animação é variável. Enquanto que existem momentos de animação muito bons (apesar de serem completamente surreais, à la Hokuto no Ken), todo o anime está polvilhado por um CG que mete nojo, sobretudo no que respeita aos dragões. Criaturas que merecem respeito por serem, bem, dragões que, bem, vieram dos céus, são transformados em bonecos de plasticina com lábios protuberantes. Isto ridiculariza a situação e retira seriedade ao ambiente, que é muito sangrento e muito macho.

Adoro tanto a OP como a ED, sendo a primeira um metal agressivote como eu gosto. Mas as músicas do meio, as vozes e os efeitos sonoros não contribuem para a ambiência pretendida.

Um anime bom para quem gosta de sangue e sexo e homens grandes (a quem nasce barba). E a quem se interesse por história, talvez. Isto tem alguns elementos muito fantasiosos...


1 comentário:

  1. pena que n tem legenda em português além do episódio 6 :/

    ResponderEliminar