12.8.15

The Meaning of Life

The Meaning of Life
Monty Python
1983
Filme
7 em 10

Para o meu skit do Eurocosplay tenho intenção de usar uma música dos Monty Python, que ouvi num CD dos respectivos que o Qui me forneceu como fonte de inspiração. No entanto, ainda não tinha visto o filme que lhe correspondia, e depois de ter jantado com os parceiros da The Forge Cosplay (que também vão às Inglaterras) ocorreu-nos que seria boa ideia vê-lo. E assim foi!

Este filme é um pequeno exercício sobre uma grande questão: qual o sentido da vida? Através de diversos sketchs de comédia, os Monty Python tentam responder. O resultado é algo de hilariante e absolutamente memorável.

Cada resenha cómica fala acerca de um aspecto da vida, desde o nascimento, à guerra, passando pelo aborrecimento conjugal e até mesmo donativos de órgãos. Tudo isto está ordenado por fases, uma espécie de crescimento humano, desde o nascimento até à morte. No final, somos esclarecidos sobre qual o sentido da vida, da forma mais crua possível.

Na verdade, através de uma comédia impecávelmente mórbida, os Monty Python só nos dão uma única conclusão sobre o sentido da vida: a vida não faz sentido absolutamente nenhum. Eles pegam nos momentos normais e oferecem-lhes uma aura de non-sense e exagero, uma espécie de absurdismo cinematográfico, que motiva a momentos de gargalhadas compulsivas e incontroláveis. E, afinal, o que é melhor na vida se não rir?

Considerado por muitos o menos bom dos filmes dos Monty Python, para mim foi um exercício fascinante, sem regras e sem fronteiras, em que assuntos crueis são analizados da forma mais agressiva de forma a que nem sequer nos sentimos culpados por nos rirmos: afinal, são coisas com piada!

Assim, recomendo vivamente que vejam este filme. Não só para tentarem descobrir que música vou usar em Inglaterra, mas para vos doer a barriga de tanto rir e, quiçá, deitar umas pinguitas de chichi.

Sem comentários:

Enviar um comentário