4.8.14

Narutaru

Narutaru
Kitoh Mohiro
Manga - 67 Capítulos / 12 Volumes
1998
5 em 10

Há muito, muito tempo, vi o anime. Marcou-me profundamente: tratava-se de uma bizarra desconstrução do género das mascotes mágicas, em que se inserem os Pokémons e Digimons e outros que tantos. Como o anime deixou um final de água na boca, sempre tinha tido vontade de ler o manga. E que desapontamento foi!

Shiina é uma mocinha que vive com o pai, piloto de aviões, e que vai a uma ilha visitar os seus avós. Nessa ilha, encontra um bicharoco em forma de estrelinha, a quem dá o nome de Narutaru. Depois disso, conhece outros miúdos com bicharocos semelhantes, chamados de "Shadow Dragons". E é aí que a coisa começa a ficar bizarra. Mas... É apenas isso. A história está confusa, mas não porque seja confusa na sua natureza. Simplesmente, muito pouca coisa é explicada, sendo que por vezes senti que a história "saltava" de cena para cena, sem conexão entre elas. Sofre com isto, sobretudo, a introdução de novos personagens, que aparecem na história como se nós, leitores, tivéssemos a obrigação de descortinar de onde é que eles vieram. Na realidade, o conceito é bastante simples, apenas se apresenta bastante baralhado. O final de tonalidade pós-apocalíptica é a prova disto.

Em termos artísticos, existe uma fissão completa em termos de design. As personagens e os cenários são todos extremamente simplificados. No entanto, numa oposição que muitas vezes cai mal, todas as armas, aviões... Tudo aquilo que esteja relacionado com a guerra: demasiado detalhado. Existem erros nas perspectivas que tornam tudo ainda mais confuso, sendo muitas vezes difícil de distinguir as acções dos desenhos à primeira. Convenhamos que a estrelinha é das coisas mais fofinhas de sempre, sobretudo quando corre, gira, dá abracinhos ou faz outras coisas amorosas. Deu-me até vontade de coser uma mochila em forma de estrelinha. Mas fora isso, há pouco de positivo a apontar.

E, agora, o extraordinário: apesar de a história ter muita violência e muito conteúdo sexual, o manga é muito pouco explícito. Diria mesmo que o anime é mais explícito, o que é de certa forma estranho.

Enfim, foi bastante diferente do que eu estava à espera. Simplesmente, demorou demasiado tempo a chegar a alguma conclusão e esforçou-se demais para estranhar, mas sem entranhar. O próximo será certamente melhor.

Sem comentários:

Enviar um comentário