25.6.17

Um Quarto com Vista

Um Quarto com Vista
 Edward Morgan Forster
1903
Romance

Os romances desta época têm uma tendência muito incomodativa de me chatearem de morte, sobretudo quando são escritos por senhores ingleses que admiram a sua capacidade de serem senhores ingleses.

Este livro é um resumo da vida quotidiana do meio rural britânico, tendo como mote a visita a Itália de uma rapariga que, se a pudermos caracterizar em uma palavra, é parva. A viagem a Itália, que aparentava ser o foco principal do livro, acaba por se remeter à irrelevância perante os acontecimentos que atingem os personagens no seu regresso à sociedade inglesa. Esta é retratada de uma maneira plena de orgulho próprio e um certo patriotismo bacoco, mas ainda assim com uma certa dose de autocrítica, na medida em que a rapariga parva acaba por descobrir que sofreu alterações emocionais fatigantes na sua viagem.

Outro aspecto que não gostei é o facto de o livro estar narrado da perspectiva feminina e ainda assim  conseguir ser essencialmente machista, dominador e redutor. Quando a personagem diz que se sente inferiorizada pela ideia de que "sou mulher e deveria estar sempre a pensar em homens", os quea rodeiam, homens e mulheres, levam-na ainda mais ao ridículo, provando que sendo fekminina é precisamente esse o único pensamento que tem.

Não apreciei de todo este livro, embora compreenda a sua importância histórica.

Sem comentários:

Enviar um comentário