22.5.15

Aquilo Que Eu Amava

Aquilo Que Eu Amava
Siri Hustvedt
2003
Romance

Depois de ter tido uma excelente experiência com um livro desta autora, decidi experimentar outro para saber se tinha sido caso único ou se poderia realmente adicionar esta senhora à minha lista de leitura. Com este romance, a minha opinião ficou consolidada.

No mundo artístico dos anos 70 a 90, um professor de história de arte e crítico nos tempos livres forma amizade com um artista desconhecido. Com um olhar conhecedor e muito observador, Leo assiste à ascensão deste artista e às suas relações interpessoais, ligadas intimamente com a sua própria vida. Assim, o livro é mais que um exercício dos conhecimentos artísticos da autora, mas uma avaliação emotiva e contundente da vida humana e das emoções deste conjunto de personagens.

A escrita é bela e directa, sendo que - como leitora - me senti muito ligada à vida de todas estas pessoas, desejando por vezes vivê-la eu própria, como se eu fosse mais do que uma espectadora de todos estes acontecimentos. Isto é algo que devemos valorizar bastante.

A partir da terceira parte o livro toma um rumo um pouco diferente, passando a ser uma espécie de policial dentro de uma teia de problemas psicológicos e mentiras que são um pouco difícieis de compreender, quer para os personagens quer para o leitor. Não me agradou especialmente, sobretudo a conclusão um pouco triste, consequência de todos estes eventos que destroçaram emocionalmente os personagens.

Ainda assim, foi uma leitura gratificante e estou ansiosa por ler mais livros desta autora.

2 comentários:

  1. Fiquei curiosa para saber qual foi o outro livro da autora que leste e de que também gostaste.
    Ana (aka Pequete)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Pequete! :) Obrigada pelo comentário.

      O outro livro de que gostei imenso foi o "Verão Sem Homens", que - pelos vistos - mais ninguém gostou. xD O meu comentário para ele está aqui: http://naomeapeteceestudar.blogspot.pt/2014/02/verao-sem-homens.html :)

      Eliminar