26.11.12

The Snow Queen

The Snow Queen
Osamu Dezaki - NHK Enterprises
Anime - 36 Episódios
2005
7 em 10

Sabem, eu tenho numa das minhas estantes, na que fica no topo da parede onde está encostada esta mesa onde escrevo, um livro de contos para crianças. Era da minha avó, depois foi da minha mãe e agora é meu (e não vai ser de mais ninguém). De todas as histórias há meia dúzia que eu adoro de paixão. A Rainha da Neve, de Hans Christian Andersen, é uma delas. Por isso não podia perder o anime.

Ao início eu pensava que isto era World Master Theatre. Não é, por estranho que pareça. Mas podia ser. A história remete-nos para a fantasia do antigamente que entretanto se perdeu para ser substituída por espadas e dragões. Gerda e Kay são dois amigos que se adoram, até ao dia em que o pó do espelho da Rainha da Neve entra no olho de Kay. Ele depois é levado pela Rainha da Neve para o seu palácio e Gerda enceta uma viagem monumental para o encontrar e o trazer de volta.

O anime foca-se nas aventuras de Gerda enquanto percorre o mundo, parte da viagem acompanhada por Regi (um artista), Holster (um lobo com tendências sagradas) e Amor (um macaco). Nas suas viagens encontra muitas pessoas e muitas histórias, algumas delas do mesmo autor - nomeadamente uma das minhas preferidas, a história dos Sapatinhos Vermelhos - mas todas elas com o mesmo nível de fantástico infantil. Absolutamente fascinante. Gerda, enquanto personagem, é uma menina forte, teimosa e decidida, mas que demonstra um elevado nível emocional quando é confrontada com situações adversas. Todos os outros estão apenas limitados e não têm grande conteúdo. Nem a própria Rainha da Neve, que tinha potencial para ser uma personagem de uma misticidade profunda, é mais que um coração mole (e não de gelo, como devia).

Não há grandes cenas de acção, mas os fundos são belos e mais uma vez nos levam de volta a WMT. O facto de estar permanentemente a nevar poderia ter tornado a arte muito monótona, mas em vez disso eles utilizaram a situação em seu favor para mostrar imensas paisagens nevadas, todas diferentes umas das outras.

A música é muito repetitiva ao longo da série. Não apreciei a ED mas achei a OP muito apropriada ao teor do anime e ao teor da história.

Gostei bastante. Só me irritou que tenham mudado o fim da história original. No fim da história original, quando Gerda salva Kay e eles voltam a casa, reparam "que já eram os dois pessoas crescidas", demonstrando que passou muito, muito tempo até se encontrarem. E eu acho isso absolutamente comovente, coisa que não foi possível no anime. Ainda assim, recomendado pela fantasia para onde nos leva.

Sem comentários:

Enviar um comentário