24.8.12

Fate/Zero 2nd Season

Fate/Zero 2nd Season
Aoki Ei - Aniplex
Anime - 12 Episódios
2012
6 em 10

Ora bem, são precisamente 5:34 da manhã. Recebi ordens expressas para dormir menos horas e logo na primeira tentativa tenho uma insónia do demo que não vai lá nem a essências de ópio. Por isso termino de ver este anime.

Quando pensei em começar a segunda season reparei que as opiniões estão divididas acerca dela. É melhor ou pior que a primeira season? Assim, vou fazer uma comparação. Podem ler a minha review para a primeira season aqui.

A arte é equivalente e nesta season apresentam-se algumas cenas que roçam o genial, nomeadamente a perseguição aérea e a perseguição a Rider. Falando em perseguição aérea, porque é que o Archer tem uma nave espacial? Ele tem todos os tesouros, mas isto significa então que aquele documentário sobre os aliens nos terem visitado no passado (aquele com o gajo descabelado a dizer "ALIENS") é verdade!

Gostei mais destas OPs e EDs (ou se eram as mesmas, já não sei, impressionaram-me mais), mas por vezes pareceu que a música a roçar o épico era um pouco despropositada.

Isto é, no geral é a mesma coisa. Mas existe um grande problema. Os personagens. Foram shounenizados. Vamos analisar: temos um assassino sem limites. Então bora adicionar-lhe dois episódios de flashback lamechas e metê-lo a chorar por ter perdido o seu nakama! Houve uma humanização de Kiritsugu, uma humanização escusada, que arruinou o que era um personagem com grande potencial e o tornou num lugar comum. Porquê? Para o definir como o bom da fita? Porque é que tem de ser ele o bom da fita? Porque é o Master de Saber e a Saber é a gaja? Depois há uma evolução inversamente proporcional de Archer. O rei que domina tudo passa a ter golpes de sadismo que o tornam quase num psicopata. E isto para quê, se o personagem tinha tanto potencial? Para o tornar o mau da fita? Tinhamos uma guerra entre iguais, todos os Servants tinham mais ou menos poderes equilibrados. Mas polarizaram a situação, quiseram por o público a torcer. Ora bem, eu estava a torcer pelo Lancer, que era o mais giro. E pelo Rider, pelo qual tive uma grande simpatia porque era um gajo bacano. E fazem-me uma destas...

Este desenvolvimento dos personagens levou a uma quebra no ritmo da história, tornando os eventos facilmente previsíveis (sobretudo a identidade de Berserker) e transformando o jogo de gato e rato em que os ratos também são gatos numa luta do bem contra o mal, quase um monstro da semana com elevados níveis de produção.

Assim, vou fazer esta recomendação de uma forma diferente. Eu recomendo Fate/Zero. A primeira season é imperdível. Depois, se tiverem vontade de ver o resto (e a conexão com Stay/Night) e se tiverem tempo (que também é uma coisa muito importante) vejam a segunda season. Acho que assim é um bom compromisso para todos.


Vou acrescentar uma consideração muito importante que fiz mais tarde, após um breve descanso que não incluiu dormir:

Vantagens de me casar com o Gilgamesh
- Viveria num palácio privado cheio de fontes e passarinhos, com 383 eunucos de várias raças para me servirem e massajarem
- Teria toda a roupa que quisesse
- Poderia apresentar-me em festas sociais vestida com véus flutuantes de cores variando entre o grená e o amarelo, montada num tapir com uma grinalda de folhas douradas
- Noites de visionamento de estrelas encantadoras em que ele me nomeia todas as estrelas que possui e quais mas vai dar

Desvantagens de me casar com o Gilgamesh
- Teria de o partilhar com outras 1000 concubinas
- Para ser minimamente respeitada teria de me envolver com actividades desagradáveis, nomeadamente holocaustos, assassínios em massa, extorsão e tortura emocional
- Teria de aturar as suas estranhas variações de humor

Assim sendo formulei uma outra situação:

Vantagens de me casar com Diarmuid
- Amor eterno, para sempre
- Pessoa que abre as portas e oferece a cadeira e oferece o isqueiro
- Nunca mais ninguém me ia assaltar porque era logo trespassado por uma lança
- Noites maravilhosas a contar estrelas em que ele não sabe o nome delas mas depois diz que me vai dar a estrela cadente

Desvantagens de me casar com Diarmuid
- Vida nómada de fugitivo
- Provavelmente no campo
- O que significa nunca mais ir ao cinema, nem a uma convenção de anime, nem a um festival de música

Deixo isto à vossa consideração, é uma decisão importante para a minha vida. 

3 comentários:

  1. Hey, hey! :)

    Por acaso, não olho para a série como duas temporadas, por isso, nem lhes fiz um ponto de comparação. xD

    Ahaha, ALIENS! xD O OP é de Kalafina... Tinha de ser bom! =P É verdade, algumas músicas foram mal utilizadas... Também notei.

    O teu ponto de vista sobre o Archer é bastante interessante. Sobre o Kiritsugu, discordo, porque o passado é apenas um reflexo do que ele era e dos motivos que o levaram a transformar-se. Penso que isso não o torna "mais humano" no presente. Aliás, ele sempre teve um lado muito humano, mas reprimido, não fosse o seu desejo o bem comum, que acaba por culminar na adopção do Shiro.

    Ahaha, para mim, a beleza do desenho não é determinante. xD Eu estava a torcer pelo Kiritsugu, na verdade. O meu preferido. Mas também não me importava que vencesse o Rider, o servant mais fixe de todos os tempos.

    Venham mais reviews! ;) ***

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não é para ser má, mas "a beleza é fundamental" 8D De momento é Lancer, Rider e Archer porque archernuéumabeleza xD

      Quanto ao Kiritsugu, senti que houve uma bastardização do personagem para entregar uma expectativa a um público que não sou eu. Sei lá, eu teria feito a coisa de uma maneira completamente diferente (todo o herói tem de ter um trauma...)

      De resto, a primeira parte tem momentos geniais e a segunda parte também tem uma conversa ou outra que valem a pena. O diálogo está muito bem estruturado, gostei muito disso. Varia do habitual

      Eliminar
  2. Ahaha! O Rider é fixe mas não é bonito. x)

    É verdade. Houve pessoas que não gostaram mas os diálogos eram excepcionais. Pareciam abstractos mas não eram assim tanto. :P

    ResponderEliminar