19.8.12

Contos de Tchékov

16/16
Houve aqui um erro. A verdadeira review 16 era para ser uma coisa totalmente diferente e original, algo que nunca fiz e provavelmente não voltarei a fazer, mas não consegui terminar o material em causa em tempo útil. Assim, fica a review do último media a ser utilizado na Twilight Zone, terminado no aeroporto.

Contos
Tchékov
Contos
1880s

Comprei este volume, capa dura em cabedal, por um preço ridículo num sebo. Um sebo é como um alfarrabista, mas 700 vezes maior e com livros modernos e com livros interessantes. E existem por todo o lado.

O volume que obtive contém seis contos:
  • O Beijo
  • Kashtanka
  • Viérotchka
  • Uma Crise
  • Uma História Enfadonha
  • Enfermaria Nº6
Seguidos de umas poucas páginas com comentários históricos e editoriais.

Este autor, do qual eu apenas tinha ouvido falar, revelou-se interessantíssimo. A escrita é muito sensível e contemplativa e há uma utilização de descrições metafóricas e eficazes do ambiente para caracterizar os sentimentos dos personagens e a sua posição emocional.

Os contos contêm críticas sociais acutilantes mas discretas, que terão passado desapercebidas à censura da época mas que ainda assim existem e são muito fortes.

O meu conto preferido foi Kashtanka, seguido de Uma História Enfadonha e Enfermaria Nº6. O primeiro fala sobre uma cadelinha que se perde e é feito na perspectiva da dita cuja, o que torna o conto muito engraçado e quase infantil, mas ainda assim fervendo de emoções.

Desejo ler mais Tchékov no futuro e estou extremamente curiosa em relação ao seu trabalho de dramaturgia. Recomendo este autor.

Sem comentários:

Enviar um comentário