17.2.14

O Homem que Veio do Espaço

O Homem que Veio do Espaço
Nicolas Roeg
1976
Filme
7 em 10

Uma amiga, Ana-san, ofereceu-me este DVD no meu aniversário do ano passado (que até foi há pouco tempo...). Passava-se, então, que era dia dos namuraduhs e que - depois de estar umas quatro horas a ouvir a minha louca playlist de música no youtube - apetecia ver um filme e que decidimos que havia de ser este.

Confesso que me desapontou um pouco, porque estava à espera de algo completamente diferente. Mas tem o Bowie e, tendo o Bowie, isso dá logo mais pontos de bónus.

O Sr. Newton é um gajo estranho. Percebe-se logo ao início que é uma pessoa diferente e, pouco depois, que há uma razão para ele ser diferente. É um alienígena, que veio para a Terra à procura de solução para o seu planeta e que agora não consegue voltar. Assim, coloca-se como cabeçilha de uma empresa de tecnologia, para ganhar dinheiros muitos e poder construir uma nave para voltar para a sua terra. Parece estar tudo a correr bem, mas a situação vai caindo à medida que a sua mente "pura" é corrompida pelos hábitos terráqueos (a televisão, o álcool, o sexo) e ele passa quase a desejar ficar na Terra. Depois há uma reviravolta que efectivamente o impede de partir, mas acaba tudo com um tom de esperança.

O tema é interessante, como vive uma pessoa completamente diferente dos seres humanos num planeta povoado por esses seres humanos. E como esse ser se transforma e perde o seu rumo, caindo num estado de alienação (passe a expressão), quando entra em contacto com as coisas que são praticamente essenciais para o mundo humano, refiridas acima. Também é uma boa forma de criticar o que realmente se passa na sociedade humana graças aos excessos nestes vícios.

Não gostei muito do excessivo tema da sexualidade, que está presente de forma muito gráfica e explícita ao longo de todo o filme. De resto, achei o trabalho de cenários e fotografia bastante interessante, sobretudo quando refere o planeta distante de onde veio o Bowie.

Um filme de culto que é bom para a minha colecção (obrigada Ana-san!), mas que provavelmente não vou rever muitas vezes.... É que há algumas cenas que fazem mesmo impressão ;_;

Sem comentários:

Enviar um comentário