17.2.14

Gravidade

Gravidade
Alfonso Cuarón
2013
Filme
6 em 10

E o último filme do fim de semana. Copi? Copi.

Um espectáculo de imagens que deveria ter valido a pena em 3D. Infelizmente, a história não suporta o poder visual do filme.

Comecemos pela parte boa: os visuais. Imagens muito exactas do espaço, com um excelente jogo de luzes entre o sol e as estrelas. Muito bons cenários das estações espaciais e naves. A utilização do negro, o vácuo, adiciona grande emoção. E existem alguns momentos fotográficos de grande beleza, como a astronauta a flutuar na cápsula.

Agora, o problema de tudo isto é a história. Uma reacção em cadeia de debris (Restos? Destroços?) espaciais faz com que dois astronautas, Sandra Bullock e George Clooney, fiquem completamente isolados. Depois a Sandra tem de voltar à terra, de qualquer maneira. E é essa a aventura. É muito simples e o diálogo (copi?) não é especialmente bom, pontilhado por uma banda sonora muito vulgar que - em vez de induzir emoções - retira a vontade de levar o filme a sério.

Adicione-se a isto uma série de "liberdades cinentíficas" que não fazem grande sentido. Não que eu saiba muito sobre viagens espaciais, mas já fui bem ensinada por tanto space opera que vi.

Filme que desapontou. Mas copi? Copi! =D

Sem comentários:

Enviar um comentário