1.7.11

O Castor

O Castor
Jodie Foster
Filme 
2011
8 em 10

 Pois que fui ao cinema com a minha amiga Andreia para ver este filme. Estava reticente em relação a gastar o meu bilhete grátis da Lusomundo num filme chamado "O Castor", mas ela insistiu e lá fomos. Ainda bem que fomos. Eu nunca fiz uma review para um filme "de pessoas", por isso desejem-me boa sorte.

 Tudo começa com Walter Black, um executivo que já não é bem sucedido e que, numa profunda depressão, encontra a solução para os seus problemas na personagem de um castor de peluche. Começa bem, eu não sabia que o filme era sobre isto. O argumento está muito bem desenhado, e explora a relação do personagem principal com a sua família, o seu trabalho e consigo próprio. É neste último aspecto que está melhor conseguido. A realização não me pareceu nada por aí além, mas está bem dirigido. Espantou-me ver o nome da Jodie Foster no final do filme, não sabia que ela tinha veia de realizadora.

 No entanto, o que mais me surpreendeu e maravilhou foi o trabalho de actor do Mel Gibson. Fazendo duas personagens, a de Walter Black e a de Castor que está a possuir o Walter Black, foi um mestre durante todo o filme. A luta interna da personagem está excelente, o desenvolvimento quase perfeito (houve ali um momento em que o personagem compreende TUDO que foi um bocado feito à pressa, mas ok). Os outros actores também não estiveram nada mal, mas empalidecem em comparação com o Mel Gibson.

 OST não memorável, fotografia nada de especial e um intervalo que quase matou o filme. Fora isso, excelente. Gostei muito.

 Espero que mais pessoas venham a ver este filme, apesar do título e do cartaz pertencerem a outro filme qualquer.

Sem comentários:

Enviar um comentário