16.12.13

Siege

Siege
Simon Kernick
2012
Romance Policial
Este livro foi pescado na Convenção do BookCrossing. Como me disseram "há um filme", achei por bem lê-lo logo, não fosse apanhar o filme algures. Mas vejo que o filme com este título deve ter sido baseado num livro diferente, porque este foi escrito no ano passado e isso não dá tempo para fazer filmes (acho eu).

Eu não sabia o que significava a palavra "Siege". Pensei que essa palavra significasse uma entidade superior e, baseada na capa com pessoas a correr (não reparei que algumas tinham armas), pensei que isto era um livro sobre zombies. Rapidamente percebi que não. "Siege" significa "Cerco" o que, neste contexto, significa "pessoas sequestradas dentro de um edifício".

E assim o livro conta a história de um grupo terrorista, auxiliado por um tipo muito mau, que sequestra um hotel. Dentro desse hotel estão uma manager que se vai casar, uma família Americana, um senhor que se vai matar porque tem cancro e um assassino com uma faca. Entre todos, acabam por se safar. Morre imensa gente, mas acabam por se safar.

Este livro é a descrição exacta de um filme de acção série B, dos piorzinhos que possa existir. Não é por ser em forma de livro que fica muito melhor. Lê-se rápido, lê-se bem, tem os capítulos muito pequeninos e numa viagem de comboio lá foram as quase quinhentas páginas. Mas não é o tipo de livro que eu recomendaria, nem o tipo de livro que eu leria na eventualidade de eu escolher livros para ler (em vez de ler o primeiro que aparece)

No entanto, creio que talvez seja mais divertido ver este filme em modo livro e não em modo visual.

2 comentários:

  1. Estou Precisando ler algum livro. Antes da internet, eu lia muito.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu desligo o computador e leio. :p E também nos transportes públicos!

      Eliminar