24.12.13

Nisemonogatari

Nisemonogatari
Shinboy Akiyuki - Shaft
Anime - 11 Episódios
2012
7 em 10

A noite já se iniciou e já é altura de deixar a bonecada para ir conviver com as pessoas. Antes de fechar a loja, aqui fica mais um comento de mais um anime. Este foi visto a propósito da personagem Kaiki, que estava para votação no clube. Abstive-me porque o anime não tinha informação suficiente sobre ele.

Como referido anteriormente, deteste com todas as forças Bakemonogatari. Decidi dar uma oportunidade a Nekomonogatari e não desgostei. Por isso, ainda com um certo pé atrás, fui ver Nisemonogatari. E gostei bastante!

Após os primeiros episódios em que nos são (re)apresentadas as personagens da primeira instância desta série, o anime foca-se nas duas irmãs de Araragi, Tsukihi e Karen. São vítimas (de certa forma, como verão na série) de fenómenos sobrenaturais que apenas o seu irmão mais velho pode resolver. Tanto a história como as personagens são inócuas, mas não foi por isso que gostei da série.

Se ao início toda a arte me parecia pretensiosa, desta vez olhei para ela sob outra perspectiva. E foi a minha parte preferida. Os cenários são dotados de uma grande dose de surrealismo, sendo os espaços referenciados como elemento importante da história, de forma simbólica. Infelizmente existe algum CG desadequado, mas perante tanta mistura de cores e - sobretudo - o uso do branco, quase nem se dá por ele. A animação também está bastante boa, sobretudo no que respeita aos movimentos dos personagens. Estes primam sobretudo por serem um remate visual ao diálogo, elemento no qual a série se baseia. O diálogo não tem qualquer fundo filosófico nem é útil em nenhum aspecto, mas está lá e toda a Monogatari é feita dele.

O que mais me impressionou foi a carga sensual dada a todas as cenas. Sendo que não são sexuais de nenhuma forma, são subtilmente eróticas e carregadas de um simbolismo que poderá passar desapercebido ao olho menos atento. Isto é, estas cenas - todas elas - são uma metáfora para uma realidade que é comum ao harem normal. Mas da maneira como estão feitas, isto passa de um harem normal para uma festa visual em que não é necessária a existência de cuequinhas. Aliás, esses momentos que normalmente são de comédia, em Nisemonogatari são da maior seriedade possível e tão intensos que uma pessoa é incapaz de se rir.

Fiquei feliz por ter dado outra oportunidade a este conjunto de séries. Agora é altura de fechar a lojinha e ir celebrar o Inverno. :)

Sem comentários:

Enviar um comentário