12.2.13

K-On!

K-On!
Yamada Naoko - Kyoto Animation
Anime - 13 Episódios
2009
5 em 10

Já há algum tempo que queria ver isto. Um amigo, que já não sei qual era, gostava e recomendou-mo, depois apareceu nas listas que usei para criar a minha nova Plan to Watch, finalmente os elitistas decidiram que era para discutir uma das personagens e aqui estou eu. Acabei de ver uma das séries mais inúteis de sempre.

K-On é sobre um clube de música ligeira, que - segundo parece - é aquela das bandas com guitarras e instrumentos do rock. Começa com uma mocinha que não tem grandes expectativas sobre as actividades que deseja para a vida e começa a aprender guitarra. Talento que desenvolve muito rapidamente, mas prontes, vamos aceitar isso. Enfim, isto para dizer que todos estávamos à espera que o anime fosse sobre música. Não é. Eu sabia que não era, já me tinham dito. Mas de uma forma ou de outra os primeiros episódios criam uma certa expectativa que não se concretiza de forma alguma. É um fatia de vida que se limita a actividades absolutamente irrelevantes, nomeadamente beber chá e comer bolos.

Os personagens são de bradar aos céus. Isto não é um anime de meninas fofas a fazer coisas fofas. É um anime de meninas atrasadas mentais a babar-se. Só dão vontade, sobretudo a personagem principal, de lhes encher o focinho de estaladas, a ver se fazem alguma coisa da vida. Isto leva-me, levou-nos no IRC, a um debate sobre o que é verdadeiramente o "moe". Isto é "moe"? Segundo o que eu estive a pesquisar, é um termo abrangente que se aplica mais à percepção do fã do que ao protótipo do personagem em si. Isto é, foram os fãs que fizeram esta série o topo do "moe". Porque é que fizeram isto é um mistério para mim. O que separa o fofo do moe? Acho uma questão importante mas por mais que a debatamos não vamos chegar nunca a nenhuma conclusão. Enfim, coisas que cansam.

A animação é uma nulidade e os designs só contribuem para a minha ideia de que estas miúdas são todas retardadas. Por mais roupinhas que a professora tarada lhes arranje... Já toda a indústria do anime devia saber que já não se usam pensos higiénicos na cabeça desde 2004.

Ao menos a música é divertida. Não que haja muita, diga-se de passagem. Mas a que há tem um mínimo de interesse, até onde o pop descerebrado consegue ir. As vozes arranham-me os ouvidos, excepto quando cantam. Existirá alguém na vida real que fale assim? Espero bem que não.

Anime péssimo. Se é isto o que o ota-cu gosta então o ota-cu tem um mau gosto fenomenal.

1 comentário:

  1. Ai mas esta coisa antinatura é considerada moe?
    Que me considerem Shugo Chara moe eu ainda percebo... é um cadito idiota mas entende-se agora isto que devia ser sobre música e de música tem pouco ou nada já não. Mas vá até vou fazer cosplay de uma delas para agradar a uns amigo... mas a verdade é que concordo quase completamente contigo e isto é uma grande porcaria... tenho pena que os fãs tenham um mau gosto destes -.-

    ResponderEliminar