10.8.16

Suicide Squad

Suicide Squad
David Ayer
2016
Filme
6 em 10

Num universo cada vez mais obsoleto de filmes de super-heróis, que saem seguidamente numa tentativa cada vez mais frustrada de conquistar um grupo de fãs cansados, os trailers de Suicide Squad apareceram como uma lufada de ar fresco. Por uma vez, um filme em que os heróis são os vilões! Parecia ter tudo para correr bem.

No entanto, este filme acaba por seguir o mesmo sistema formulaico de sempre, tornando-se apenas mais um falhanço neste universo que, progressivamente, vem perdendo a sua originalidade e frescura.

Uma mulher poderosa decide reunir um grupo de vilões e obrigá-los a trabalhar para elas, sob o risco de verem as suas cabeças explodidas se não o fizerem. Acabam por se reunir todos e lutar contra uma força maléfica demasiadamente poderosa que, evidentemente, vencem não sem alguns sacrifícios.

Apesar de todo o grupo ter as suas introduções, os personagens não são desenvolvidos propriamente e acabam por perder a maior parte do seu potencial. Apesar de a escolha dos actores ser boa e de haver alguns gags "mauzinhos" para nos fazer sorrir, sente-se que há uma falta de estrutura por trás do filme, o que o torna bastante previsível. Para mais, o desenvolvimento dos personagens vai contra a sua própria natureza. O final de "não te metas com os meus migos!" é forçado e desnecessário, para além de descaracterizar os personagens enquanto vilões.

Talvez a parte que tenha gostado mais tenha sido o binómio de paixão Harley Quin-Joker, que por uma vez é retratado como algo mais orgânico e sem uma componente abusadora. Também gostei muito das personagens. Harley foi imediatamente catalogada pelos fãs como fonte de sensualidade desnecessária, mas se virmos realmente o filme veremos que isso faz parte da sua própria caracterização enquanto pessoas que ficou louca pela sua relação com uma pessoa desregulada. Já o Joker, apesar de aparecer muito pouco, também me pareceu uma personagem com algum potencial, que poderá vir a ser desenvolvido em outros filmes.

Enfim, tudo isto para dizer que este modelo de filme de heróis tem de ser totalmente reformulado para que possa voltar a ter algum tipo de valor. Talvez se mudarem realizadores, argumentistas, produtores, sei lá... Talvez se os fizessem completamente diferentes.

3 comentários:

  1. Olá Ladyxzeus, então gostaste mais ou menos do filme. Queria perguntar-te, eu não vi o filme mas ouvi falar, e até gostei, mas sobre o que ouvi a Katana, aparece do nada e um homem diz mais ou menos isto: "Esta é a minha guarda costas" Como não vi o filme e não posso vê-lo, queria saber o que percebeste disso. Obrigada!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Raquel, estás boa, pequena? :) A Katana é a guarda costas do tipo que está a liderar a missão da Suicide Squad (o Esquadrão Suicida) e que impede que os membros do Esquadrão ataquem o líder, que não é um vilão como eles. Depois ficam todos "amigos" :)

      Eliminar
  2. Obrigada! É que não fazia ideia de quem era o homem que dizia isso! Obrigada <3! Beijinhos! :D

    ResponderEliminar