25.3.12

Mawaru Penguindrum

Mawaru Penguindrum
Ikuhara Kunihito - Brains Base
Anime - 24 Episódios
2011
7 em 10

Uma cópia de uma conversa fica servindo de review:

Simbolismo é mostrar as coisa por símbolos. Eu não vi símbolo nenhum. A menos que aqueles coelhos sejam um símbolo? Nem é preciso analisar nada, está ali tudo chapado Mas não foi esse o defeito de Mawaru Penguindrum, por mim até podiam mostrar a história com uma chaleira na cabeça a dançar que não me chateia nada. O defeito é tornar-se vulgar. Nos primeiros dois terços da série tivemos uma análise coerente dos personagens e dos seus dramas familiares, o que foi muito interessante. No fundo, Pinguins era uma série sobre gente com famílias atrofiadas e como lidam com esses problemas na sua vida. No último terço, de repente, temos MAGIA ÓDEUS, O DESTINO, uns super-poderes ali metidos a martelo e de repente já não temos famílias, nem drama pessoal, nem desenvolvimento interior dos personagens, temos uma conclusão completamente descabida motivada por - possivelmente - um desejo de chocar sem ir pelo lado chocante.

Isto torna uma série de concepção extremamente original num objecto especialmente preparado para impressionar. O final torna toda a série petulante. Tanta coisa bem feita para afinal, no fim, ser apenas um anime como todos os outros? Tantos riscos tomados em termos artísticos e narrativos para depois a premisa ser, precisamente, segura? Gente que afirma que vai arriscar tudo e depois desiste é um desapontamento.

1 comentário:

  1. Olá Carolina! Estou a ver que fizeste review a Mawaru PenguinDrum e sendo dos meus animes preferidos não resisto em comentar.

    Primeiro, tenho pena que não tenhas gostado e/ou compreendido o simbolismo porque ele existe.

    Eu não sou muito de ver animes até porque ultimamente só vejo que me recomendam e não porque teve review X Y Z no site O P Q. Mas felizmente vi este e tenho imensa pena que não tenhas visto com os meus olhos.

    Para começar, é tudo menos um anime como os outros. A diferença é catastrófica em todos os episódios relacionado como o que eu já vi e já ouvi falar. Dou o exemplo da história da Yuri que foi um culminar no que toca a surpresas. É cliché aquela relação pai-filha? Talvez mas o final é demasiado tocante.

    O fim é simplesmente perfeito. Todos os pontos são unidos e não é um happily ever after como se nota muito por aí. Passa a mensagem de nos sacrificarmos pelos outros que amamos de uma maneira espetacular! E não o simbolismo maior não são os coelhos, mas digo-te nunca mais vi maças da mesma maneira.

    ResponderEliminar