9.9.11

Luto Pela Felicidade dos Portugueses - Crónicas Benditas

Luto Pela Felicidade dos Portugueses - Crónicas Benditas
Rui Zink
Crónicas
Livro
2007

 Antes de começar, um detalhe engraçado: o livro que o meu pai me emprestou veio de uma biblioteca e encontra-se um pouquito adulterado. Na capa pintaram o boneco de forma a parecer o Hitler, com baton. E eu pensava que a capa era assim antes de ter procurado a imagem na net!

 Adiante!

 Esta é uma colecção de crónicas sobre a vida e sobre a felicidade publicadas na revista Saber Viver e aqui todas juntas numa edição.

 Agora a grande questão é... Quem deu autoridade a Rui Zink para opinar sobre estes assuntos? Porque é que a opinião dele é especial e, digamos, a opinião  do Manel dos Carapaus não é? Isto revoltou-me. Ainda por cima, Zink não é dotado de grande humor, apesar de se afirmar como pessoa muito engraçada. Posso nomear a vez que me ri alto com este livro, que foi numa visualização do Príncipe Carlos de Inglaterra a dizer "Ama-me".

 Está bem escrito, isso admito. Há uma utilização interessante das palavras e revela uma grande cultura nestas crónicas. No entanto, isso não é suficiente para as tornar relevantes.

 Poderia citar o meu pai, quando ele diz "um chorrilho de banalidades". Excepto que ele disse isto do Saramago. Eu diria isto do Rui Zink.

Sem comentários:

Enviar um comentário