14.3.16

The Third: Aoi Hitomi no Shoujo

The Third: Aoi Hitomi no Shoujo
Kamiya Jun - Xebec
Anime - 24 Episódios
2006
6 em 10

Este anime estava na minha Plan to Watch e mais tarde descobri que quem o havia sugerido à fonte original de Plans to Watches foi um amigo meu, até bastante próximo se virmos bem as coisas. Portanto, foi com alguma expectativa que fui ver este "The Third".

Então, de que se trata? Neste universo, uma rapariga com uma espada anda no seu tanque pelo deserto, a matar monstros diversos. Vem-se a saber que há um grupo de pessoas especiais neste mundo, que têm um terceiro olho do shanti instalado na testa. Todas as outras pessoas não podem conviver com o mais variado tipo de tecnologia. Quando a nossa rapariga da espada encontra um misterioso fulano a falar com os pirilampos... Tudo mudará!

O aspecto mais interessante deste anime será, sem dúvida, a caracterização do universo. Temos um mundo polvilhado de misteriosos desertos com estranhas criaturas, em que os seres humanos se esforçam por viver, sempre tendo em consideração os poderes fabulosos das pessoas do olho do shanti. No entanto, se a narrativa começa como uma mostra deste universo, rapidamente perde o interesse, acabando por se diluir numa paralela história de amor.

Temos também bons personagens, com traços fortes na personalidade e com diálogos interessantes que nos cativam, levando o espectador a esperar sempre o melhor de cada um. Os designs são, apesar de tudo, muito simples e é mais um daqueles animes em que os personagens nunca trocam de roupa. Contra este facto, temos alguns momentos bastante emocionais no respeitante às relações de uns com os outros, que acabam por fazer o anime valer a pena.

A arte não é extraordinária, mas temos um conjunto de cenas de acção bem coreografadas e sempre interessantes da perspectiva da personagem principal. Os monstros têm estruturas bastante curiosas, sendo que eu teria gostado de saber um pouco mais sobre a sua biologia. A maquinaria, no geral, está bastante detalhada e aparenta ser funcional dentro do contexto.

Musicalmente, temos pouca variedade de peças na OST. OP e EDs trazem um pouco de infantilidade ao tema proposto pela série, o que era desnecessário.

Assim, apesar de ter sido recomendado por uma pessoa que valorizo muito, este anime acabou por desapontar um pouco.

Sem comentários:

Enviar um comentário