25.3.16

Número Zero

Número Zero
Umberto Eco
2015
Romance

Após a triste morte deste autor de que gosto tanto, foi-me dada a oportunidade (através do BookCrossing) de ler o seu último romance. Claro que me agarrei a ela com dentes e unhas! Bem, poucas unhas, que eu não tenho muitas...

Mais uma vez, Umberto Eco apresenta-nos uma história de mistério e conspiração. Mas, desta feita, tudo se passa num jornal. Um jornal planeado para nunca existir! A conspiração aparece-nos, então, sob a forma de diálogo entre os vários personagens. Acaba por ser uma história um pouco densa e difícil de cativar, pois não compreendemos ao início como pode esta conspiração estar relacionada com as pessoas envolvidas na narrativa. Só mesmo no final é que aparece um ponto em comum, mas o livro termina logo ali e desaponta um pouco (porque "agora é que estava a aquecer"). Também há um longo diálogo acerca de carros que ficou para além da minha compreensão, mas eu não entendo nem gosto nada de carros.

Curiosamente, a escrita deste livro é muito, muito, muito simples e directa. Para autor de tal erudição, é curioso ver que neste último romance ele se deixou conquistar pelo comum leitor e nos apresenta uma história que pode ser lida por qualquer pessoa. Evidentemente, não deixa de estar muito bem escrita.

Finalmente, pareceu-me que o objectivo primordial deste pequeno volume é fazer uma velada crítica ao mundo editorial e jornalístico, que é apresentado sobre uma luz um pouco negativa, mas tão carregada de ironia que uma pessoa não consegue deixar de lançar umas boas gargalhadas.

Gostei bastante, portanto obrigada à pessoa que mo emprestou! :)

Sem comentários:

Enviar um comentário