27.3.16

Fairy Tail (2014)

Fairy Tail (2014)
Ishihira Shinji - A1-Pictures
Anime - 102 Episódios
2014
4 em 10

Esta era daquelas séries que eu comecei a ver em continuidade com a primeira season. Adianto desde já que estava convencida de que ia ser mais uma daquelas séries intermináveis que nunca, nunca, nunca ia acabar. Mas, subitamente, aparece a notícia de que termina para a semana, isto é, que terminou agora mesmo. Bem, essa foi a parte boa. Porque este foi dos shounens mais fracos que tive o desprazer de ver nos últimos dois anos.

Passou-se tanta coisa que já nem me lembro de cada arco narrativo. Sei que cada arco narrativo, por si só, é totalmente inconsequente: nada leva ao fim da série. Os personagens não evoluem emocionalmente, por mais novos poderes que recebam uma e outra vez, a história não nos leva a lado nenhum. Chegamos ao ponto de termos um arco inteiro dedicado a personagens que já morreram ou que estão idosos. Nesta season, finalmente, apareceram os tais dragões: o foco principal desde o início de Fairy Tail era encontrar os dragões para que Natsu pudesse falar com aquele que o educou. Agora que os encontraram, vão-se todos embora e... Continua a série. Mais um arco. Mais uma história. Isto é absolutamente exaustivo, já que os personagens acabam por perder o interesse e tornam-se apenas mais um e outro estereótipo cansativo e repetitivo. E os momentos de humor? Inexplicavelmente absurdos, não jogam com nada do que é apresentado nos momentos mais séries, chegando mesmo a interrompê-los, o que leva a uma completa quebra do ritmo.

Se eles pararam a primeira season para melhorarem aspectos como a arte e animação, devemos dizer que não conseguiram. Quando muito, ainda fizeram pior. Os novos designs são execráveis, com um aumento crescente dos implantes mamários de todas as personagens e constantes erros de perspectiva, de expressões, de movimentos. A animação é fraca, até mesmo nos momentos das lutas (como digo, são convenientemente interrompidos por momentos de comédia em que há liberdade para que a arte seja incapaz). As cores são pálidas, escuras e, no geral, a qualidade decresceu muito.

A música torna-se rapidamente repetitiva e previsível, dando-nos logo mote para qual vai ser o tema de cada cena. Assim, sabemos qual é a altura em que vai haver um flashback, em que os personagens vão chorar (há muita tragédia neste anime, mas toda ela forçada), quando vai haver um momento cómico, etc., etc.

Enfim, se por um lado fiquei surpreendida por a série ter terminado, por outro lado fico bastante feliz, porque já estava farta dela. Diz-me um amigo que o manga é infinitamente melhor mas... Este anime é um shounen puro, com uma estrutura idêntica a tantos outros, sem qualquer característica positiva que o consiga distinguir. Se ao início era divertido, acabou por se tornar numa viagem sem fim, cansativa para os olhos e para a mente. Caso volte, não tenciono repetir.

1 comentário:

  1. Oi oi
    Sou fã de Fairy Tail e devo dizer que concordo com basicamente tudo o que disseste! A única coisa que discordo é na não evolução das personagens... quer dizer.. só no caso do Gajeel que não concordo! lol Acho que ainda é dos poucos (se não o único) que evoluiu (e também por ele que continuo a ver a serie).
    A animação sofreu muito e o autor sabe-o; aliás o anime terminou porque ele próprio disse que já chegava! A nova animação já está em curso, com um melhor estúdio e com o autor a supervisionar tudo!
    E sim, o teu amigo tem razão, a manga é melhor. Ao ponto que já nem vejo o anime, a não ser que a Levy e o Gajeel apareçam num episódio. Os fillers e aquelas cenas acrescentadas no meio de episódios da história são ridículos!
    Mas uma coisa posso dizer-te... se este próximo arc não for o final, então não deve estar muito longe! Até porque o "vilão" que estão a combater, é já do inicio, logo presumo que se vier outro vilão depois deste.. só será pa encher chouriços até a Lucy ficar grávida do Natsu! -.-
    (Sónia Figueiredo no Facebook (caso o meu nome não apareça no coment)).

    ResponderEliminar